4 TIPOS DE CULTURA ORGANIZACIONAL DE UMA EMPRESA

Criar uma cultura corporativa vencedora dentro de sua organização melhora os esforços de recrutamento, mas também leva a taxas de retenção mais altas. A cultura organizacional da empresa afeta diretamente os tipos de candidatos que você atrai bem como os funcionários que você mantém.

Enquanto qualquer cultura da empresa evolui com o tempo — especialmente à medida que a equipe cresce e embarca novas contratações — você pode tomar medidas para adaptar sua cultura para melhor se adequar aos valores e à missão da sua organização. Mas primeiro, você precisa entender o tipo de cultura organizacional que existe atualmente em sua empresa.

O que é a cultura organizacional de uma empresa?

A cultura da empresa — muitas vezes chamada de cultura organizacional — define-se como os valores, atitudes bem como práticas compartilhadas que caracterizam uma organização. É a personalidade da sua empresa, além disso, desempenha um grande papel na satisfação geral de seus funcionários.

Uma forte cultura da empresa atrai os candidatos certos para o trabalho e assim, os manterá engajados como funcionários.

Criar uma cultura de empresa vencedora requer muito tempo, mas também esforço — sua cultura corporativa deve refletir com precisão seus valores e se alinhar à sua missão geral. É um grande a fazer, mas não desanime: seus esforços vão valer a pena a longo prazo.

Agora, vamos mergulhar nos quatro principais tipos de cultura da empresa.

4 tipos de cultura organizacional

Robert E. Quinn e Kim S. Cameron da Universidade de Michigan em Ann Arbor investigaram as qualidades que tornam as empresas eficazes. A partir de uma lista de 39 atributos, os pesquisadores identificaram duas polaridades fundamentais:

  • foco interno e integração versus foco externo e diferenciação
  • flexibilidade e discrição versus estabilidade e controle.

Uma rápida pesquisa no Google pode puxar artigos que mencionam de cinco a oito tipos de culturas corporativas. No entanto, os quatro tipos de Quinn e Cameron são geralmente aceitos e parecem influenciar quaisquer variações

Tipo 1 - cultura do clã

Uma cultura de clã tem foco nas pessoas no sentido de que a empresa se sente como uma grande família feliz. Este é um ambiente de trabalho altamente colaborativo, isto é, onde cada indivíduo é valorizado e a comunicação é uma prioridade máxima. A cultura do clã é frequentemente emparelhada com uma estrutura horizontal, que ajuda desse modo, a quebrar barreiras entre a suíte C e os funcionários e incentivar oportunidades de mentoria. Essas empresas são orientadas para a ação e abraçam a mudança, uma prova de sua natureza altamente flexível.

Benefícios

As culturas do clã possuem altas taxas de engajamento dos funcionários, e funcionários felizes fazem para clientes felizes. Devido ao seu ambiente altamente adaptável, há uma grande possibilidade de crescimento do mercado dentro de uma cultura de clã.

Desvantagens

Uma cultura corporativa de estilo familiar é difícil de manter à medida que a empresa cresce. Além disso, com uma estrutura de liderança horizontal, as operações do dia a dia podem parecer desordenadas e sem direção.

Onde encontrar cultura do clã adaptável, orientado para a equipe com uma estrutura horizontal

Não é surpresa que culturas de clãs sejam frequentemente vistas em startups bem como em empresas menores. Organizações jovens que estão apenas começando colocam uma grande ênfase na colaboração, mas também na comunicação, a liderança procura aos funcionários por feedback e ideias e as empresas priorizam a formação de equipes.

Como criar essa cultura dentro de sua organização

Para cultivar uma cultura de clã dentro da sua empresa, seu primeiro passo é recorrer aos seus colaboradores. A comunicação é vital para uma cultura de clã bem-sucedida, então deixe sua equipe saber que você está aberto a comentários. Descubra o que eles valorizam, o que eles gostariam de ver mudar, quais ideias eles têm para ajudar a empurrar a empresa ainda mais. Segundo passo: levar seus pensamentos em conta e colocá-los em ação.

Tipo 2 - cultura da Adhocracia

As culturas da Adhocracia estão enraizadas na inovação. Essas são as empresas que estão na vanguarda de sua indústria – eles estão procurando desenvolver a próxima grande coisa antes que alguém tenha começado a fazer as perguntas certas. Para isso, eles precisam correr riscos.

As culturas da Adhocracia valorizam a individualidade no sentido de que os funcionários são incentivados a pensar criativamente e trazer suas ideias para a mesa. Como esse tipo de cultura organizacional se enquadra na categoria de foco externo e diferenciação, novas ideias precisam estar atreladas ao crescimento do mercado e ao sucesso da empresa.

Benefícios

Uma cultura de adhocracia contribui para altas margens de lucro e notoriedade. Os funcionários permanecem motivados com o objetivo de quebrar o molde. Além disso, com foco na criatividade e novas ideias, as oportunidades de desenvolvimento profissional são fáceis de justificar.

Desvantagens

Risco é risco, então há sempre uma chance de que um novo empreendimento não dê certo e possa até prejudicar seu negócio. As culturas da adhocracia também podem promover a competição entre os funcionários à medida que a pressão para criar novas ideias aumenta.

Onde você encontrará cultura da adhocracia

Pense no Google, Facebook ou Apple — são empresas que incorporam o foco externo bem como a natureza de risco. Eles correm com energia criativa, mas também fazendo o que nunca foi feito antes. Culturas de adhocracia são comuns dentro da indústria tecnológica em constante mudança, onde novos produtos estão sendo desenvolvidos bem como lançados regularmente.

Como criar essa cultura dentro de sua organização

Dependendo da sua indústria, pode ser difícil desenvolver uma cultura autêntica de adhocracia que inclua uma estratégia de negócios de alto risco. No entanto, a implementação de sessões de estratégia e brainstorming proporciona aos funcionários a oportunidade de compartilhar grandes ideias que podem ajudar a impulsionar ainda mais a empresa. Recompensar ideias bem-sucedidas encoraja as equipes a pensar fora da caixa, também.

Tipo 3 - cultura de mercado

A cultura de mercado prioriza a rentabilidade. Tudo é avaliado com a linha de fundo em mente; cada posição tem um objetivo que se alinha com o objetivo maior da empresa, e muitas vezes há vários graus de separação entre funcionários e cargos de liderança. São organizações orientadas a resultados que se concentram no sucesso externo e não na satisfação interna. Uma cultura de mercado ressalta a importância de cumprir cotas, atingir metas e obter resultados.

Benefícios

Empresas que possuem culturas de mercado são rentáveis e bem-sucedidas. Como toda a organização está focada externamente, há um objetivo fundamental que os funcionários podem ficar para trás e trabalhar.

Desvantagens dessa cultura organizacional para sua empresa

Por outro lado, como há um número atrelado a cada decisão, projeto e posição dentro da empresa, pode ser difícil para os colaboradores se envolverem significativamente com seu trabalho e viverem seu propósito profissional.

Onde você encontrará cultura de mercado

O objetivo de uma empresa de cultura de mercado é ser o melhor do seu setor. Por causa disso, muitas vezes são empresas maiores que já são líderes do pacote. Eles estão querendo competir e vencer qualquer um que possa comparar.

Como criar essa cultura organizacional dentro da sua empresa

Como cada aspecto de uma cultura de mercado está atrelado ao resultado da empresa, comece avaliando cada posição dentro de sua organização. Calcule o ROI de cada função e atribua referências razoáveis para a produção. Considere recompensar os melhores artistas para incentivar trabalhos semelhantes.

Tipo 4 - cultura hierárquica

Sobre a cultura hierárquica: Empresas com culturas hierárquicas aderem à estrutura corporativa tradicional. São empresas com foco na organização interna por meio de uma clara cadeia de comando. Mas também múltiplas camadas de gestão que separam funcionários e lideranças. Além de uma estrutura rígida, muitas vezes há um código de vestimenta para os funcionários seguirem. As culturas hierárquicas têm uma maneira definida de fazer as coisas, o que as torna estáveis e avessas ao risco.

Benefícios dessa cultura organizacional para uma empresa

Com a organização interna como prioridade, as culturas hierárquicas têm direção clara. Existem processos bem definidos que atendem aos principais objetivos da empresa.

Desvantagens dessa cultura organizacional para uma empresa

A rigidez das culturas hierárquicas deixa pouco espaço para a criatividade, tornando assim, essas empresas relativamente lentas para se adaptarem ao mercado em mudança. A empresa tem prioridade sobre o indivíduo, o que não necessariamente incentiva o feedback dos funcionários.

Onde você encontrará cultura hierárquica

É possível encontrar culturas hierárquicas em ambas as extremidades do espectro corporativo. Desde organizações da velha escola até as do setor de atendimento ao cliente, como restaurantes de fast food. São empresas que estão hiperfocadas em como as operações diárias são feitas e portanto, não estão interessadas em mudar as coisas tão cedo.

Como criar essa cultura organizacional dentro da sua empresa

O primeiro passo para estabelecer uma cultura hierárquica é abotoar seus processos. Se a cadeia de comando tiver algumas lacunas, preencha-as. Considere todas as equipes bem como departamentos para garantir que eles tenham objetivos claros a longo e curto prazo.

Conclusão sobre a cultura organizacional da empresa

A cultura da sua empresa diz muito sobre sua equipe, mas também sobre o que você valoriza, e os candidatos a empregos podem perceber isso quase imediatamente. Avalie a cultura da sua empresa existente e em seguida, faça um balanço do que realmente importa para sua organização — onde você está alinhado e onde estão suas áreas para melhorias?

Embora você possa exercer controle sobre a cultura da sua empresa, tenha em mente que a dinâmica do escritório mudará à medida que você a bordo de novos membros da equipe, então contrate para adicionar cultura, não se encaixe.

Se você gostou desse artigo, deixe um comentário abaixo!

Um forte abraço.

José Paulo!

*José Paulo Pereira Silva é Ceo do Grupo Ideal Trends, é casado, pai de três filhos e está nas mídias sociais como @josepaulogit, onde compartilha experiências de vida e modelos de gestão. José Paulo já treinou milhares de pessoas no Brasil e no mundo. Dá dicas sobre leituras, inspiração, negócios, estratégias, marketing, vendas e outros conteúdos relevantes para quem quer se tornar referência no mercado onde atua.

Deseja receber a MELHOR orientação Pessoal ou Profissional GRATUITAMENTE?

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

José Paulo Pereira

José Paulo Pereira

José Paulo Pereira Silva, CEO do Grupo Ideal Trends, é um dos maiores empresários no ramo da tecnologia na América Latina. Empreendedor serial e mentor de negócios, José Paulo já formou mais de uma centena de líderes, deu oportunidade a mais de uma dezena de sócios e, por meio de seus direcionamentos, transforma diariamente pessoas simples e dedicadas em empresários de grandes resultados.
advanced divider
Quer transformar sua vida e negócio?

    advanced divider